quinta-feira, 14 de janeiro de 2016

Concurso Público da Prefeitura de Buriti dos Lopes Deverá ser Anulado


GRANDE QUANTIDADE DE ERROS NAS PROVAS SURPREENDE CANDIDATOS DO CONCURSO

O concurso Público de Buriti dos Lopes realizado neste  último domingo, 10 de janeiro, representaria um sonho para milhares de candidatos oriundos não só da cidade, mas de diversas outras do Piauí, se não estivesse sob suspeita pela má qualidade das provas e consequentemente péssima escolha do Instituto Machado de Assis, que diz em seu slogan ter : SERIEDADE, COMPROMISSO E COMPETÊNCIA. Estas qualidades não foram verificadas pelos candidatos haja vista que as provas de todos os níveis e cargos apresentam erros grosseiros de questões ortográficas, de sentido e de compreensão textual, etc.


 Diversas provas e questões comuns a todos os cargos e específicas precisam urgentemente serem revistas e o recursos fundamentados encaminhados pelos candidatos serem aceitos para contornar a péssima elaboração de alternativas ou de textos e enunciados motivadores.
 Na prova, por exemplo, de língua portuguesa para os cursos superiores, das 10 questões apresentadas, pelo menos 6 devem ser revistas ou anuladas por expressarem erros de formulação, indução ao erro, clareza nos enunciados, profundidade  de análise textual, duplicidade de alternativas ou ausência delas.

 Nas provas de ensino fundamental, o Instituto desconsidera a capacidade intelectual dos candidatos, pois das 15 questões propostas, 6 estão com problemas sérios de ortografia. A questão 4 apresenta 2 alternativas corretas já que não se separam os vocábulos PNEU e QUÃO. A questão 1 também apresenta 2 alternativas erradas: (A) PENCHINCHAR e (B) RISOLE. Estes e outros exemplos só confirmam a baixíssima qualidade de uma prova de concurso que poderá decidir o futuro de dezenas de candidatos que se empenharam dias e dias estudando, baixando provas da instituição e pesquisando sobre a seriedade desta.
 Inúmeras têm sido as reclamações de candidatos desde retificações absurdas no edital conflito e confusão nos endereços e itens de recursos para questões, valor abusivo da taxa de inscrição para curso superior no valor de 100 reais e apenas um fiscal por sala de aula no dia da prova.
 A responsabilidade maior pela realização do concurso é da contratante, no caso a Prefeitura de Buriti dos Lopes que não se assegurou da qualidade da contratada. Pelo valor exigido na inscrição e a arrecadação estimada, subentende-se má fé dos envolvidos por prestarem um serviço precário comprovado pela qualidade da prova.

 Outras questões podem ser levantadas sobre este concurso que parou a cidade por um dia e colocou para milhares de candidatos a possibilidade de aprovação exclusivamente pelo mérito, competência e esforço pessoal desvinculado da indicação política.




Texto: Professores de Buriti dos Lopes
Share:

0 comentários:

Postar um comentário

DESTAQUE

Prefeita Thalita Dias esteve ontem no povoado Curva Grande com o Gabinete Itinerante.

A prefeita Thalita Dias esteve na manhã de ontem (15), com o Gabinete Itinerante no povoado de Curva grande, na oportunidade foi oferec...