terça-feira, 4 de agosto de 2015

PF deflagra operação Fim da Linha contra fraudes no INSS

A Polícia Federal deflagrou hoje (4/8) a operação Fim da Linha, para desarticular esquema criminoso de falsificação de documentos públicos utilizados em pedidos de concessão de benefícios de Amparo Social ao Idoso e de Pensão por Morte, nas cidades de São Luis/MA, Paço do Lumiar/MA e São José de Ribamar/MA. O prejuízo, inicialmente identificado, aproxima-se de R$ 950 mil, enquanto que o prejuízo evitado com a consequente suspensão desses benefícios, levando-se em consideração a expectativa de vida média da população brasileira, aproxima-se de R$ 4,7 milhões.


1438683632-52124101

A operação contou com a participação do Ministério da Previdência Social e do Ministério Público Federal. Cerca de 30 policiais federais e dois servidores do Ministério da Previdência Social deram cumprimento a dez mandados judiciais, sendo dois de prisão preventiva, cinco de busca e apreensão e três de condução coercitiva, além da quebra do sigilo bancário e fiscal, do sequestro de valores, da suspensão e bloqueio do pagamento de alguns benefícios e a determinação da realização de imediata auditoria pelo INSS em outros, bem como, com relação à servidora do INSS, a determinação do imediato afastamento das funções públicas e proibição de frequentar o ambiente de trabalho pelo prazo de 90 dias.

As investigações, iniciadas em fevereiro do corrente ano, levaram à identificação de um esquema criminoso no qual eram falsificados documentos públicos para fins de concessão de benefícios de Amparo Social ao Idoso e de Pensão por Morte. Muitos dos titulares e instituidores eram pessoas criadas virtualmente. O grupo criminoso atuava desde 2006 e contava, ainda, com a participação de uma servidora do INSS, já investigada em outra Operação da Força-Tarefa Previdenciária (Operação Duas Caras), deflagrada em setembro de 2011.

Ao longo das investigações também foram apreendidos dois veículos no valor total de quase R$ 200.000,00 (duzentos mil reais), incompatíveis com os rendimentos do principal operador do esquema.

A operação foi denominada Fim de Linha em alusão ao término de um esquema criminoso que estava em andamento há alguns anos e, ainda, pelo fato de que quatro membros da mesma família serem titulares de benefícios de pensão por morte fraudulentos.

Será concedida entrevista coletiva às 15h00 na Superintendência Regional da Polícia Federal em São Luís, na Avenida Daniel de La Touche, 4.000, bairro Cohama.
Share:

0 comentários:

Postar um comentário

DESTAQUE

Prefeita Thalita Dias esteve ontem no povoado Curva Grande com o Gabinete Itinerante.

A prefeita Thalita Dias esteve na manhã de ontem (15), com o Gabinete Itinerante no povoado de Curva grande, na oportunidade foi oferec...