domingo, 28 de agosto de 2016

Palmeiras bate o Fluminense e amplia vantagem na ponta

Palmeiras confirmou o posto de visitante mais eficiente do Campeonato Brasileiro jogando "em casa" no Mané Garrincha, em Brasília. Com mando do Fluminense, mas maioria alviverde nas arquibancadas, o time de Cuca venceu por 2 a 0, gols de Dudu e Jean, e agora tem três pontos de vantagem na liderança.
O Verdão chegou aos 43 pontos, enquanto o vice-líder Flamengo tem 40. Os dois são justamente os visitantes mais indigestos do torneio: ambos somam cinco vitórias, dois empates e quatro derrotas longe de seus domínios, com vantagem alviverde no saldo de gols. Atlético-MG (39 pontos), Corinthians (37), Santos (36) e Grêmio (36) não venceram na rodada. O Flu, que ao menos mantém-se dono da melhor defesa da competição, com 20 sofridos, segue em oitavo, com 31 pontos.


Não houve futebol nos primeiros 18 minutos do jogo deste domingo. Toda vez que uma das equipes ultrapassava a faixa central do gramado trocando passes, a outra respondia cometendo faltas. A partida ficou truncada, nervosa e cheia de discussões, dando a sensação de que só a bola parada poderia proporcionar um gol. E foi assim mesmo.

Diego Cavalieri não acreditou que o cruzamento de Jean, em cobrança de falta bem distante da área, pudesse encontrar um palmeirense em condições de marcar o gol. Dudu, pelo contrário, acreditou até o fim. Quando o goleiro do Flu recolheu a mão e deixou a bola passar, o camisa 7 se atirou como foi possível para balançar a rede.
Jogadores do Palmeiras festejam gol em Brasília (Foto: Claudio Duarte/ Raw Image/Lancepress!)
Adicionar legenda
O Fluminense se perdeu. Passou a dar espaços e foi sufocado pela marcação alta do Palmeiras, que aumentou sua vantagem aos 24 minutos com um golaço de Jean. Dudu fez a jogada pela esquerda, Moisés finalizou em cima de Mina e Jean acertou o ângulo no rebote. Os cariocas só assistiram.

O Tricolor poderia ter voltado para o jogo aos 30 minutos, mas Jailson fez defesa sensacional para impedir o gol de Wellington. Coube a Levir Culpi, então, fazer duas mudanças logo de uma vez no intervalo: entraram Claudio Aquino e Marquinho nas vagas de Henrique Dourado e Douglas.

As mudanças não surtiram efeito. O ríspido bate-boca entre Wellington Silva e Marquinho, logo no começo da etapa final, deixou claro que o Fluminense não conseguia se acertar. Enquanto isso, o Verdão controlava o jogo a partir de seu meio de campo: Tchê Tchê fez ótima partida e Gabriel, que só agora estreou no Brasileirão, foi evoluindo com o passar dos minutos, a ponto de chegar com força ao ataque e até acertar uma finalização na trave.

O Palmeiras passou todo o segundo tempo mais perto de marcar o terceiro gol do que de tomar o primeiro, tanto que Wellington Silva, aos 42 minutos, estava salvando um gol certo de Dudu em cima da linha após ótima enfiada de Gabriel Jesus, que voltou da Seleção olímpica e antes já havia feito um gol bem anulado. Vitória justa! 
Share:

0 comentários:

Postar um comentário

DESTAQUE

Mensagem da prefeita Thalita Dias e da secretária de educação Rosária Dias aos professores aguadocenses

Neste dia 15 de outubro, mais uma vez, somos chamados à refletir sobre o que é ser professor hoje: tempos  de profundas transformações, de...