segunda-feira, 4 de julho de 2016

ACS morta durante visita domiciliar causa preocupação com a rotina de trabalho dos profissionais

Agente de Saúde foi encontrada morta e enterrada com sinais de estupro na casa de paciente.

A Agente Comunitária de Saúde de São Paulo, capital, foi encontrada morta na casa do paciente que ela atendia. O que mostra mais uma vez o quanto esses profissionais estão desprotegidos na realização do seu trabalho. Veja a matéria completa abaixo:

A Agente Comunitária de Saúde Fátima de Jesus Viana Rosa, de 43 anos, estava desaparecida desde a segunda feira (27), foi encontrada na noite morta na última quinta-feira (30) enrolada em um edredom dentro de uma casa abandonada na zona norte de

São Paulo. O suspeito do crime, um jovem de 21 anos, se entregou no Fórum da Barra Funda.

Agente Comunitária morreu em serviço:

Fátima trabalhava como agente de comunitária de saúde da UBS Vila Penteado, onde NÃO era responsável pelas triagens antes dos atendimentos médicos, como diz alguns jornais. Ela fazia as visitas regulares que os ACS fazem no seu dia a dia de trabalho. De acordo com relatos de amigos, Fátima teria sido acionada pelo suspeito na segunda-feira (27) para um atendimento na casa dele, no local onde o corpo foi encontrado.

Desaparecimento

A Agente Comunitária saiu para trabalhar na segunda feira (27) e não retornou. Depois de familiares, amigos e colegas de trabalho realizar diversas ações para encontra­lá, um comerciante gravou com as câmeras de segurança o momento que Fátima Viana, entrou na casa de Vitor Rodrigues, mas não saiu.

Crime

O assassino da Agente Comunitária, Vitor Rodrigues, 21 anos, se entregou, confessando o crime na delegacia. De acordo com moradores ele tem problemas psicológicos e é usuário de drogas. Outros discordam dos problemas psicológicos e apontam o problema com o entorpecente. Ele a matou a tesouradas, após a vítima reagir. A Agente Comunitária lutou muito, porque o assassino estava com ferimentos no rosto e nos braços.
Share:

0 comentários:

Postar um comentário

DESTAQUE

Mensagem da prefeita Thalita Dias e da secretária de educação Rosária Dias aos professores aguadocenses

Neste dia 15 de outubro, mais uma vez, somos chamados à refletir sobre o que é ser professor hoje: tempos  de profundas transformações, de...